Da euforia à frustração: números comprovam a má fase de Pato e Hernanes no São Paulo

Atacante e meia estão entre as principais contratações deste ano, mas ambos foram mal.

As contratações de Alexandre Pato e Hernanes eram das mais esperadas pela torcida do São Paulo nesta temporada. A euforia, no entanto, virou frustração. O atacante e o meia estão longe de mostrar bom futebol e, atualmente, amargam a reserva no time de Fernando Diniz.

A expectativa sobre ambos era muito alta. Principalmente por conta das passagens anteriores.

Hernanes, por exemplo, foi bicampeão brasileiro na primeira e o herói da permanência na Série A na segunda. Já Alexandre Pato foi destaque no time vice-campeão brasileiro em 2014 e teve ótimo rendimento em 2015, quando marcou 26 gols em 59 jogos.

Só que o ano de 2019 do atacante e do meia é fraco. A ponto de os dois já terem sido alvos de protestos na porta do estádio do Morumbi.

A má fase, inclusive, fez com que Hernanes não fosse utilizado nas últimas duas rodadas e Pato ficasse fora dos últimos três jogos.

Veja abaixo os números da dupla em 2019:

Alexandre Pato
– 22 jogos;
– 5 gols;
– Jogou pela última vez no dia 7 de novembro, no segundo tempo da derrota para o Fluminense;
– Foi titular pela última vez contra o Palmeiras, no dia 30 de outubro. Substituído no segundo tempo após um péssimo primeiro tempo;
– Não sai do banco de reservas há três jogos;
– Último gol foi no dia 10 de agosto, na vitória por 3 a 2 contra o Santos (fez dois gols).

quack
Alexandre Pato perdeu espaço no São Paulo — Foto: Divulgação/São Paulo

Hernanes
– 37 jogos na temporada;
– 4 gols;
– Jogou pela última vez no dia 10 de novembro, em derrota para o Fluminense. Entrou aos 40 minutos do segundo tempo;
– Foi titular pela última vez na vitória contra o Corinthians, no dia 13 de outubro;
– Não sai do banco de reservas há dois jogos;
– Último gol foi diante do Botafogo, na vitória por 2 a 1, no dia 21 de setembro.

profeta
Hernanes amarga o banco de reservas no São Paulo — Foto: Érico Leonan / saopaulofc.net

Lesões atrapalharam

Desde o retorno ao São Paulo, Pato acumulou três problemas médicos na temporada. Em maio, teve uma lesão na região cervical. Em agosto, sofreu com uma mialgia na parte posterior da coxa direita. Em setembro, um estiramento na coxa direita.

Hernanes também contabilizou o mesmo número de problemas. Em fevereiro teve um estiramento no músculo reto femoral da coxa esquerda. Em março, um estiramento no músculo posterior da coxa esquerda. Por fim, em agosto, teve uma lesão no músculo adutor da coxa direita.

As lesões, atreladas ao baixo rendimento dentro de campo, fizeram de 2019 um ano para ser esquecido pelos atletas. Nesta quinta-feira, às 20h30, diante do Vasco, no Morumbi, pela 35ª rodada do Brasileirão, eles devem iniciar mais uma vez como opções no banco.

O técnico Fernando Diniz deve levar a campo uma escalação com: Tiago Volpi; Juanfran, Bruno Alves, Arboleda e Reinaldo; Tchê Tchê, Liziero e Igor Gomes; Antony, Vitor Bueno e Pablo.

 

Por Eduardo Rodrigues, globoesporte.com — São Paulo

FOTOS independente

Tatuagens

Tatuagens

Pelo Morumbi