Crespo lamenta campeonato “cheio de acidentes” para o São Paulo e avisa: “Vamos sair dessa”

Técnico analisa derrota para o Fluminense e comenta situação de Daniel Alves

O técnico Hernán Crespo fez um balanço do São Paulo no primeiro turno do Campeonato Brasileiro após a derrota para o Fluminense, neste domingo, por 2 a 1, no Maracanã. O resultado deixou o Tricolor a um ponto da zona de rebaixamento, e o treinador citou “acidentes” para explicar a situação.

– É um campeonato muito cheio de acidentes, coisas incríveis que estamos atravessando e que tivemos que passar, cheio de lesões. Nos 15 dias (de pausa), não pudemos recuperar ninguém. No caso do Rigoni, foram os 10 primeiros minutos desde o jogo contra o Juventude. O Arboleda não recuperou, nem Marquinhos… – afirmou Crespo.

– Tivemos o problema do Daniel Alves, que o substituto Igor Vinicius não pôde jogar, Orejuela não pôde jogar por um problema na coxa. Foram 19 rodadas. Foram situações incríveis que vamos tentar atravessar. Acredito neste elenco cheio de homens. Vamos sair dessa – acrescentou.

Com 22 pontos ganhos no Brasileirão, o São Paulo apresentou um futebol bem abaixo do que já demonstrou na temporada neste domingo e agora volta a flertar com a zona de rebaixamento.

O técnico argentino admitiu que o time não jogou bem e explicou as dificuldades que encontrou no duelo. Esta foi a sétima derrota do Tricolor no campeonato.

– Tivemos um jogo muito impreciso. Houve situações em que não pudemos jogar a bola clara. Foi muito difícil criar. Tentamos melhorar com as mudanças. Ela aconteceu. Levamos o gol na bola parada, mas tivemos situação com o Vitor Bueno, que podia empatar. Com uma equipe como o Fluminense, pequenos erros fazem a diferença – comentou.

Caso Daniel Alves

Para tentar sair dessa situação, o São Paulo não conta mais com Daniel Alves. Após o jogador não se apresentar no CT da Barra Funda na última sexta-feira, sob a alegação que só retornaria após o clube pagar os R$ 18 milhões que lhe deve, a diretoria decidiu afastá-lo definitivamente.

Crespo evitou falar do assunto, mas lamentou que o caso tenha ocorrido justamente quando ele não tinha nenhum lateral-direito substituto para colocar na equipe.

– Para mim, é simplesmente situação da diretoria. São questões pessoais com o Daniel. Eles vão falar com ele, não quero falar. Não foi um momento ideal, um momento em que não tínhamos Igor Vinicius e nem Orejuela. Tive que criar uma situação nova – afirmou.

O São Paulo volta a campo na próxima quarta-feira, às 21h30, no jogo de volta das quartas de final da Copa do Brasil, no Castelão. O time enfrenta o Fortaleza precisando vencer após o empate por 2 a 2 no Morumbi.

Por Eduardo Rodrigues, GE São Paulo

FOTOS independente

Das Antigas

Torcida Independente
Torcida Independente

Ação Solidária Covid-19